FRASES

Manual da Garupa

1) Nunca subir ou descer da moto, sem prévio conhecimento do piloto. Muitos motociclistas se desequilibram assim, sobretudo se o piso for irregular, ou o piloto tiver a perna curta, ou se a moto estiver carregada.

2) Ajudar nas manobras de entrada e saída de estacionamento, sobretudo se for necessário “engrenar” a marcha à ré.

3) Em movimento, evitar movimentos bruscos, do tipo olhar para trás no final das retas e dizer: "Olha que já não vejo nenhuma moto!".

4) O piloto desejando estacionar a moto no descanso central, a garupa deverá puxá-la por trás, para que o piloto faça o mínimo de esforço.

5) Não ficar olhando para trás e para os lados, mexendo com a moto toda.

6) Não dar bola para outros motociclistas que têm moto maior ou melhor do que a que você está.

7) A garupa é a tesoureira da equipe. Deve, ter sempre à mão, os meios de pagamento necessários para os pedágios, abastecimentos, lanches, etc.

8) Ficar atenta para quando o piloto precisar de alguma coisa na barraca ou nos bares, como cerveja, tira-gosto, etc., e providenciar tudo imediatamente.

9) A garupa pode ajudar nas curvas, observando sempre por dentro e apoiando-se, fortemente, em ambas as pedaleiras. A transferência de peso para as pedaleiras torna a moto mais manobrável.

10) Pela mesma razão, deve se apoiar mais fortemente nas pedaleiras quando a moto circula, devagar, entre o trânsito.

11) Idem, quando circula em piso irregular, com a vantagem, neste caso, de levar menos pancada no lugar onde a espinha muda de nome.

12) Não adormecer nunca.

13) Dê algum sinal de vida de vez em quando, abraço, mudar a posição dos braços, puxar conversa, coisa rápida, sem abusar, para não cair no sono.

14) Nas freadas e arrancadas deve apoiar-se nas pedaleiras e alças, e não no condutor.

15) Nas paradas não pôr os pés no chão, pois em vez de ajudar, só desequilibra.

16) Em velocidade, ou se tiver muito vento, juntar-se o mais perto possível ao corpo do condutor, evitando assim a oscilação.

17) A garupa está, rigorosamente, proibida de olhar para o velocímetro e expressar a sua aprovação ou reprovação com apertos de joelhos, socos nas costas, etc.

18) Não esquecer que a partir dos 70-80 Km/h acaba a conversa, pois o vento não deixa.

19) Nunca incomodar o piloto dizendo que ele esta correndo muito ou andando devagar.

20) Nunca gritar no ouvido do piloto, mesmo em situações de perigo.

21) Em trânsito, jamais incomodar o piloto dizendo que quer fazer xixi.

22) Manter a moto limpa e livre de manchas.

23) Manter os cromados da moto impecavelmente brilhantes.

24) Manter a calibragem dos pneus nas paradas, sempre verificando a calibragem recomendada para transporte de garupa.

25) Conferir o farol, luzes de direção, lanterna, luz de freio da moto e baú, nível do óleo e fluído de freio antes de iniciar a viagem e nas paradas.

26) Verificar o fechamento do baú e a trava de disco de freio antes de montar na moto.

27) Ficar atenta ao descer da moto pra não passar o sapatão nas carenagens e pinturas.

28) Sempre passar o dedo nos cantinhos arrebitados dos adesivos do Moto Clube.

29) Patrocinar o lanche do piloto nas paradas para descanso.

30) Segurar o capacete do piloto, quando este solicitar, aproveitando para limpar a viseira.

31) Ajudar o piloto a vestir o casaco ou a capa de chuva.

32) Manter engraxada e sempre brilhando as botas do piloto.

33) Nas hospedagens, esvaziar os alforges e carregar toda a bagagem.

34) Armar a barraca para o piloto em local privilegiado, assim que chegar a um evento, para que ele durma tranqüilo e sem perturbações.

35) Encher o colchão inflável, sem reclamar de que esta cansada da viagem.

36) Jamais tecer comentários dizendo que o banco da garupa é desconfortável e dói a bunda.

37) Nos eventos, nunca comprar "souvenir" grande ou pesado, para não ocupar espaços na moto que devem ser reservados para os objetos adquiridos pelo piloto.

38) A cada quilograma de acessórios novos que o piloto instalar na moto, a garupa deverá perder o equivalente em peso corporal, para compensar.

39) Estar ciente de que três ou mais garupas reunidas, cochichando, será considerado motim.

40) Quando o piloto disser "vambora", a garupa deve sentar-se imediatamente no seu devido lugar e cumprir rigorosamente todos os itens anteriores. Fica terminantemente proibido arrumar o cabelo, ajeitar a bota, olhar dentro da bolsa, passar batom, procurar / atender ao celular, comprar balinhas, remédios (Dramim), ou qualquer outro evento que atrase a partida em mais de 1 minuto. (Pr®f. Maurício).